A conversa

Eurico Castro Alves: “Há milhares de mortos que não estavam previstos. Ainda hoje há pessoas que vão morrer porque não foram tratados ou diagnosticados a tempo”.

O Presidente da Convenção Nacional de Saúde (CNS) e médico no Hospital de Santo António alerta para a importância de uma avaliação ao período da pandemia. Eurico Castro Alves espera do Governo a apresentação de um relatório, tal como já foi feito por outros países, que produza uma avaliação do setor da saúde nos últimos meses.

A conversa

Eurico Castro Alves: “Há milhares de mortos que não estavam previstos. Ainda hoje há pessoas que vão morrer porque não foram tratados ou diagnosticados a tempo”.

O Presidente da Convenção Nacional de Saúde (CNS) e médico no Hospital de Santo António alerta para a importância de uma avaliação ao período da pandemia. Eurico Castro Alves espera do Governo a apresentação de um relatório, tal como já foi feito por outros países, que produza uma avaliação do setor da saúde nos últimos meses.

O Presidente da Convenção Nacional de Saúde (CNS)  e médico no Hospital de Santo António alerta para a importância de uma avaliação ao período da pandemia. Eurico Castro Alves espera do Governo a apresentação de um relatório, tal como já foi feito por outros países, que produza uma avaliação do setor da saúde nos últimos meses.

 

Em entrevista, no Hospital Santo António do Porto, o presidente da CNS defende que este trabalho, puramente técnico, deve ser realizado o mais rapidamente possível por uma entidade independente do Executivo, não obstante o contexto  do contexto político. “Nós temos pessoas com uma excelente capacidade técnica nas empresas, universidade e nas instituições que poderiam perfeitamente desenvolver este trabalho”.

 

Assista à entrevista completa:

Associados Apifarma

A APIFARMA tem 116 empresas associadas. Consulte a lista.

Ver listagem de associados

Fale connosco

Tem alguma questão sobre o nosso site, serviços e áreas de intervenção?

Contacte-nos