Podcast

A importância da Literacia em Saúde para tomar decisões conscientes e acertadas

Podcast

A importância da Literacia em Saúde para tomar decisões conscientes e acertadas

No mês que a APIFARMA dedica à Literacia em Saúde, o podcast mensal “Pela Sua Saúde” contou com a presença de Miguel Arriaga, Chefe da Divisão de Literacia, Saúde e Bem-estar na Direcção-Geral da Saúde (DGS), e Cristina Vaz de Almeida, Presidente da Sociedade Portuguesa de Literacia em Saúde (SPLS).

 

Na última década melhorou significativamente o nível de literacia em saúde dos portugueses, mas ainda há muito trabalho a desenvolver num esforço que implica a colaboração de vários parceiros. A mensagem é partilhada pelos convidados do podcast mensal da APIFARMA.

Numa conversa sobre a importância desta temática, que, como disse a Organização Mundial da Saúde, pode salvar vidas, Cristina Vaz de Almeida começou por explicar que o conceito de Literacia em Saúde tem evoluído ao longo dos anos, mas há elementos fundamentais: como dar competências às pessoas, para que elas consigam aceder, compreender e usar melhor os recursos de saúde para tomarem decisões conscientes e acertadas.

 

Miguel Arriaga sublinhou que “não basta apenas dotarmos as pessoas de informação, mas precisamos de ter processos motivacionais”. Assim, explicou, é necessário dotar as pessoas de informação, mas é também essencial que as pessoas saibam utilizar essa mesma informação sempre que tiverem necessidade de o fazer.

 

Sobre os desafios da Literacia em Saúde – como a importância em informar e, ao mesmo tempo, combater a desinformação –, a Presidente da SPLS salientou que Portugal está muito aquém do que seriam os resultados desejáveis para uma população no que toca à Literacia em Saúde, mas que é um aspecto que tem vindo a melhorar nos últimos anos.

 

Acompanhando este raciocínio, o Chefe da Divisão de Literacia, Saúde e Bem-estar na DGS adiantou que “o espaço comunicacional tem hoje um peso extraordinariamente importante”, dando como exemplo as discussões tidas durante a pandemia. Um aspecto importante, defendeu, é “saber harmonizar, explicar e enquadrar tudo aquilo que é dito e a forma como é dito”.

 

Durante a conversa, a importância de melhorar os níveis de Literacia em Saúde foi, por diversas vezes, reforçada, tendo Cristina Vaz de Almeida assegurado: “A comunicação em saúde é um instrumento da Literacia em Saúde para se obterem resultados.”

 

Ouça os podcasts na íntegra aqui.

Associados Apifarma

A APIFARMA tem 114 empresas associadas. Consulte a lista.

Ver listagem de associados

Fale connosco

Tem alguma questão sobre o nosso site, serviços e áreas de intervenção?

Contacte-nos