Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
VOLTAR Casos de Sucesso

A vacinação preveniu de forma segura e eficaz mais doenças e mortes, causadas por agentes infecciosos, do que qualquer outra intervenção de saúde pública, à excepção da melhoria das condições de saneamento e o fornecimento de água tratada. De entre os vários programas internacionais de erradicação de doenças, que foram sendo lançados durante o século XX, o único programa bem sucedido até hoje teve como base o recurso às vacinas –erradicação da varíola. A eliminação global da poliomielite pode vir a ser o próximo acontecimento com relevância mundial.

Erradicação da Varíola

A erradicação da varíola é um dos maiores acontecimentos da história da vacinologia. No final do século XVIII morriam na Europa, por ano, aproximadamente 400.000 pessoas devido a infecção por varíola, uma das doenças mais contagiosas e virulentas que pode afectar o ser humano. Estima-se que a varíola foi responsável por 8 a 20% de todas as mortes durante o século XVIIII, contribuindo para este número as mortes por complicações associadas a outro tipo de doenças.

O controlo da varíola com medidas de vacinação alargada durante os séculos XIX e XX teve como resultado a eliminação definitiva da doença. Em 1980, a Assembleia Mundial da Saúde anunciou que a varíola tinha sido erradicada em todo o mundo. Embora outros factores tivessem contribuído, a erradicação da varíola não teria sido possível sem uma vacinação alargada.

A varíola não tem apenas interesse histórico, mas é também motivo de preocupação nos tempos que correm, devido à eventual disseminação deliberada destes agentes, através de actos de terrorismo ou de guerra. A indústria farmacêutica é confrontada com novos e constantes desafios, a juntar às ameaças biológicas, que irão colocar grandes pressões sobre a produção e o fornecimento de vacinas, necessárias à protecção das pessoas potencialmente em risco ou directamente expostas a um ataque biológico.

Progressos na eliminação da poliomielite

A erradicação do vírus da poliomielite no hemisfério ocidental também se deve em grande medida à vacinação. A Organização Mundial da Saúde declarou em 1991 a erradicação do vírus na região das Américas e, mais recentemente em 2002, a região Europeia. À medida que os esforços no sentido da erradicação da poliomielite aceleram, o número de países onde a doença foi erradicada continua a aumentar. Desde 1988, o número de casos de poliomielite no mundo diminui mais de 99%, de um valor estimado de 350.000 para menos de 1.000 casos por ano.
PESQUISA RÁPIDA
 

 

 
AGENDA
ASSOCIAÇÕES DE DOENTES
DÍVIDAS HOSPITALARES
INDICADORES
LISTA DE ASSOCIADOS
NOTÍCIAS
PROGRAMA DE ESTÁGIOS NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA
PEDIDO DE INSCRIÇÃO NA APIFARMA
CONTACTOS     |      LINKS ÚTEIS     |      FAQ'S     |      POLÍTICA DE PRIVACIDADE     |      MAPA DO SITE