Ignorar Comandos do Friso
Saltar para o conteúdo principal
VOLTAR 08-09-2017

APIFARMA cria Fundo Solidário de apoio às vítimas dos incêndios no centro do país

Neste momento de consternação, a Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica expressa os sentimentos de profundo pesar, bem como a mais sentida solidariedade às vítimas do incêndio que assola a região centro de Portugal.

Em consonância com este espírito, a APIFARMA decidiu criar um Fundo Solidário de apoio às vítimas deste trágico acontecimento que afecta os concelhos de Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos, Góis, Pampilhosa da Serra, Pedrógão Grande, Penela e Sertã (Resolução do Conselho de Ministros n.º 101-A/2017 - Diário da República n.º 133/2017, 1º Suplemento, Série I de 2017-07-12 107685594 e Resolução do Conselho de Ministros n.º 101-B/2017 - Diário da República n.º 133/2017, 1º Suplemento, Série I de 2017-07-12 107685595).
 
Este fundo será constituído por um donativo inicial da APIFARMA no montante de 50 mil euros (€50.000,00).
A campanha “Unidos por Pedrógão Grande” reunirá os contributos, de forma colaborativa, da APIFARMA, dos seus associados e de todos os colaboradores da indústria farmacêutica.
 
A direcção da APIFARMA manifesta preocupação com as necessidades imediatas das populações e das comunidades afectadas por tão trágico acontecimento. Os donativos serão aplicados na reconstrução dos concelhos afectados, depois de estimadas as necessidades de reabilitação.
 
Como contribuir? 
 
O Fundo, que foi constituído com um donativo da APIFARMA no valor de €50.000,00, encontra-se agora aberto, até ao próximo dia 30 de Setembro, a todas as empresas associadas da APIFARMA e aos respectivos colaboradores.
 
As empresas e colaboradores interessados devem transferir o donativo para a conta bancária n.º PT50 0018 0003 4493018802056, aberta no Banco SantanderTotta e titulada pela APIFARMA, e enviar para a APIFARMA, ao cuidado da Dra. Helena Teixeira – [email protected] – a declaração que está disponivel aqui.
 
A APIFARMA aguarda que sejam apurados os prejuízos causados pelos incêndios para seleccionar a(s) entidade(s) beneficiária(s). Enquanto tal não acontecer os montantes financeiros doados ficarão imobilizados na conta.
 
Uma vez que a APIFARMA vai funcionar como intermediária na recolha dos fundos, os respectivos recibos de quitação para fins fiscais deverão ser emitidos pela(s) entidade(s) beneficiária(s) do apoio, quando a(s) mesma(s) for(em) escolhida(s).
PESQUISA RÁPIDA
 

 

 
AGENDA
ASSOCIAÇÕES DE DOENTES
DÍVIDAS HOSPITALARES
INDICADORES
LISTA DE ASSOCIADOS
NOTÍCIAS
PROGRAMA DE ESTÁGIOS NA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA
PEDIDO DE INSCRIÇÃO NA APIFARMA
CONTACTOS     |      LINKS ÚTEIS     |      FAQ'S     |      POLÍTICA DE PRIVACIDADE     |      MAPA DO SITE